Greve de fome derradeira

De acordo com o Globo Online, uma conversa divulgada em vídeo pela blogueira cubana Yoani Sanchez, a mãe do ativista Orlando Zapata Tamayo afirma que o filho [que morreu na terça-feira, 23.02.2010] após 85 dias de greve de fome, foi vítima de um “assassinato premeditado”:

Na gravação feita pela blogueira, Reina Tamayo pede que o mundo lute pela libertação de outros presos políticos para que a história de seu filho não se repita. Parte dos 75 cubanos presos junto com Zapata Tamayo na chamada Primavera Negra, de 2003, havia pedido por carta que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva intercedesse em favor do ativista , mas o brasileiro chegou a Cuba pouco depois de sua morte e não vai se encontrar com a oposição.

Leia mais clicando aqui.