TAM e a doença degenerativa

A companhia aérea TAM se recusou a levar para Europa uma brasileira que sofre de doença degenerativa. Mariza possui uma doença que atrofia os músculos. Apesar de não haver cura, a família pagou quase R$ 100 mil por um tratamento com células tronco, realizado na Alemanha, que podem minimizar os sintomas da doença. Contudo, nem com duas determinações judiciais a paciente conseguiu embarcar: apesar das liminares e da prisão de dois gerentes, a TAM não quer voltar atrás e deixar que aconteça o embarque.

Petição
http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=Tripulac