Como já esperávamos

Conversa para boi dormir (e eleitor acreditar), eu já dizia na época. Hoje, a coluna de Bruno Astuto no jornal O Dia conta que “subiu no telhado” o show que Madonna faria na Praia de Copacabana no Réveillon de 2010 para 2011:

Os agentes da popstar não se acertaram com a Prefeitura nem com o governo do Estado. Os governantes ainda tentam reverter a situação. A cantora revelou o impasse em recente almoço na casa do jogador de polo Nacho Figueiras, nos Hamptons.

Do bem e do mal

Da Folha Online:

O site Black Voices qualificou a situação de “caso curioso” e afirmou que o fato de estrelas como Madonna e Angelina Jolie optarem por adotar crianças negras gera “perguntas e suspeitas”. E questiona: “Por que querem um bebê negro em vez de um branco, se também há [brancos] para adoção?”.

EUA é isso aí. Vou te contar, viu ?

Enquanto isso, num país da América Latina:

Fotos em denúncia do MP mostram sinais de agressão a menina

Não vou colocar as fotos aqui. Como vocês sabem, a desembargadora ainda está solta por aí. Na rádio Tupi hoje pela manhã, falaram em planejamento de ritual satânico e disseram que ela é assim porque “estudou demais”…

Da mesma matéria do G1:

Os promotores explicam que o pedido de prisão preventiva se justifica “devido à revolta social causada pelos fatos descritos, demandando, assim, que se restaure a ordem pública”.

Por causa da revolta social ? Ou seja, se ninguém se manifestasse ficava tudo por isso mesmo ? Entendi.

Uma Noite no Apagão – 1 de N

Evidentemente o Peregrino tem muito a falar sobre o “cotidiano do apagão”, até porque ficou acompanhando as notícias pelo rádio — e só nessa hora a gente lembra que tem rádio a pilha em casa (e claro que só lembra do rádio do celular depois de tentar lembrar que existe vela em casa em algum lugar).

Pra começar, vale lembrar que Madonna não teve problemas no Rio de Janeiro: afinal, estava com Jesus LUZ. Aicarácoles.