Quem sabe assim…

O elevado do Joá finalmente vai entrar em obras (março de 2011), antes que caia. O Imperator já está em obras, finalmente. O Sambodrómo tem obras prometidas para 2011. O reasfaltamento da Nossa Senhora de Copacabana acelerou.

Já que a prefeitura parece que anda lendo meu blog [fim do momento convencimento], lembro que janeiro de 2011 acabou e as obras do Museu da Imagem e do Som ainda não começaram. Mais de um ano se passou e…

Não vou nem falar da Cidade da Música (aliás, tem matéria no Globo Online a respeito hoje).

Update – Por falar em sambódromo, com direito a foto-clichê do dia:

Globo Online, 31.01.2011

Globo Online, 31.01.2011

Dos orçamentos

Muita gente sonha com 1 milhão de reais — vide apostas em loterias, inscrições em realities shows, etc.

No mundo moderno, é preciso pensar com cuidado sobre o real valor de uma quantia como esta. Muita gente não consegue se imaginar com 1000 reais na mão, quanto mais com 1 milhão.

Quem passa pela abandonada Cidade da Música como eu e consegue parar por alguns segundos para pensar na quantidade dinheiro ali investido se assusta. E quem nunca leu nada a respeito na mídia pode chegar e pensar “Puxa, ali devem ter sido gastos, sei lá, uns 50 milhões…”

50 milhões seria 50 vezes o sonho de muita gente.

Mas uma coisa é certa: ninguém passará pela Cidade da Música e pensará “Puxa, certamente esta obra custou uns 400 milhões”. Ninguém.

E se pensarmos que ainda pode custar mais 200 milhões…

Pobre cidade do Rio de Janeiro.

E as Olimpíadas podem vir aí…