Violência no Rio

Do jornal O Dia:

Trabalhadores estrangeiros e brasileiros da Odebrecht viveram momentos de horror em poder de criminosos no início da manhã desta quinta-feira, no Viaduto do Gasômetro, no acesso à Avenida Brasil, no Caju, Zona Portuária. Entre as vítimas há seis americanos, um canadense e um porto-riquenho. Os bandidos fizeram um taxista refém e fugiram.

Leia mais clicando aqui.

Atentado, assalto ou praga de quem ganha pouco ?

De licença por conta do acidente com o helicóptero, Cabral e sua comitiva sofrem tentativa de assalto na saída do cemitério do Caju na manhã de 22.06.2011:

http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2011/6/comitiva_de_cabral_sofre_tentativa_de_assalto_no_caju_172953.html

Mas atenção: minutos antes, o governador havia deixado o local de helicóptero e nem viu a ação.

Na Rua, Na Chuva ou Na Enchente

Nas (felizmente poucas) vezes em que fui a um velório, sempre choveu.

Hoje não foi diferente.

Se é no Caju então, vixe, lá vem tempestade das grandes.

Hoje não foi diferente.

Mas mesmo sendo poucas as vezes que eu (e você) tenha que ir a um lugar como estes, é bom que seja possivel sair de lá.

Pois hoje (mais uma vez) não consegui sair a pé do Caju: a água batia quase no joelho na entrada do Cemitério.

Ok, choveu muito hoje – ainda chove. Mas entra ano, sai ano, nada muda no escoamento da Avenida Brasil.