Acusação de racismo na BMW da Barra da Tijuca, Rio

No Globo Online:

Priscilla Celeste, mãe do menino que sofreu discriminação numa concessionária de automóveis na Barra no último dia 12, disse que esse não foi o primeiro episódio de preconceito vivido pela criança. Segundo ela, seu filho, por causa da cor, passou por situações constrangedoras numa escola, num bar em Ipanema, na Zona Sul do Rio, e também num clube.

— Nós tentamos protegê-lo sempre que possível. E também estamos sempre fortalecendo sua autoestima para que ele saiba que ser diferente é bom. E que entenda que, embora as diferenças existem, na cor da pele, na religião, somos todos iguais. Ele também já sabe que foi adotado e que é o nosso filho do coração. Nós temos quatro filhos adultos que vivem cercando o menino de carinho — afirmou Pricilla, em entrevista ao GLOBO.

Leia mais sobre o caso:
Mãe que teve o filho adotivo expulso de loja diz que criança já havia sofrido discriminação parecida

Abaixo, matéria no Metro Rio de 24.01.2013:

MT2301C

Deu na Forbes (fonte: portal G1):

forbes-racismo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s