Inspetores e porteiros

Na minha escola (leia-se século 17) sempre houve. Mas era particular:

A secretária municipal de Educação, Claudia Costin, esteve na manhã desta terça-feira na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, onde 12 crianças foram brutalmente assassinadas no dia 7 de abril , para acompanhar o retorno dos alunos e anunciar novas medidas na área de segurança. Cláudia Costin afirmou que 1844 novos inspetores serão contratados para que haja um por andar nas 1.064 escolas da rede municipal. A secretaria também pretende contratar cerca de 1500 porteiros para que cada unidade conte com no mínimo um.

Leia mais clicando aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s