Eca

Millôr pergunta:

“Me expliquem agora os professores de português: por que a quase totalidade das palavras terminadas em “eca” são trêfegas ou ridículas, nunca sérias? Exemplos: sapeca, cueca, meleca, careca, boneca, breca, caneca, perereca, jeca, loteca, moleca, moqueca, padreca, munheca, neca, peteca, zooteca, soneca, rabeca. No meio disso, apenas uma ou outra palavra respeitável como biblioteca, ou sagrada como Meca.”