Pulseiras que não funcionam

Do Globo Online:

As pulseirinhas de plástico com hologramas que prometem trazer mais equilíbrio ao usuário não funcionam. Quem afirma é a própria empresa PowerBalance, fabricante dos braceletes que viraram febre nos últimos meses. A informação, noticiada pelo site Gizmodo , traz a nota da empresa na íntegra, divulgada na Austrália.

No texto, os fabricantes afirmam que “não há provas científicas confiáveis que sustentem as afirmações da empresa, e portanto assumiram uma conduta enganosa”. Também prometem reembolso integral para as pessoas que se sentiram lesadas pela propaganda do acessório.

No Brasil, o amuleto entrou na mira da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em setembro, mas continuou a ser vendido livremente. Aqui, o bracelete custa a partir de R$ 100.

Calma: 10 reais nos camelôs da cidade. Já vi.

Alguém avisa aos artistas descolados que as pulseiras não funcionam ?