Cabo de guerra

Do Globo Online (leia mais aqui):

“O pedido de desculpas de Neymar pelo ato de indisciplina com o técnico Dorival Júnior parecia ter resolvido a situação no Santos. Parecia, pois em conversa com dirigentes do clube, Dorival pediu que o atacante seja afastado por 15 dias.

O treinador teria ficado insatisfeito com a punição decidida pela diretoria – multa de 30% do salário de Neymar.

Dorival daria entrevista coletiva nesa sexta, após o treino, mas a assessoria do clube disse que ele sofreu com uma indisposição estomacal e cancelou a entrevista. “

Vamos ver até quando vai essa peleja.

Silêncio e canto

“As sereias, porém, possuem uma arma ainda mais terrível do que seu canto: seu silêncio. É certo que nunca aconteceu, mas seria talvez concebível que alguém tivesse se salvado de seu canto; de seu silêncio, jamais.”

(Kafka)

Perguntar não ofende

Sério, o jornal O Globo e uma parcela da inteligenzztzzia brasileira acha mesmo que a divulgação desses escândalos no governo realmente atingem os milhões de eleitores que ganham o Bolsa Família ?

Aliás e a propósito. Ouço o programa eleitoral no rádio todos os dias, e fico impressionado com a inutilidade das aparições (ou, neste caso, das falas) dos candidatos. Nenhuma novidade, claro. Mas juro que ainda me surpreendo com a qualidade baixíssima das frases escolhidas.

Vai ver o ingênuo-do-mundo sou eu mesmo.

O túmulo da mãe de Martinho da Vila

Informação da coluna Mônica Bergamo, publicada na Folha desta sexta-feira [17.09.2010] conta que o mausoléu que Martinho da Vila mandou construir para homenagear sua mãe, Teresa de Jesus, no cemitério de Duas Barras (175 km do Rio de Janeiro), terra natal do sambista, virou… ponto turístico. Leia mais clicando aqui.

Isso me lembra a letra de…

Meu Off Rio
(Martinho da Vila)

Nos arredores, Cantagalo, Teresópolis
Nova Friburgo e Bom Jardim, bem no caminho
Meu off Rio tem um clima de montanha
E os bons ares vêm da serra de Petrópolis
É um lugar especial
Para quem é sentimental
E aprecia um gostoso bacalhau
O galo canta de madrugada
E a bandinha toca na praça
Na entrada há um vale
Que é encantado
Tem cavalgada, tem procissão
As cachoeiras principais de lá são duas
E a barra é limpa porque lá não tem ladrão
Tomo cachaça com os amigos
Lám em Cachoeira Alta
E na Queda do Tadeu, churrasco ao lago
Pra ir pro Carmo
Tem muita curva
E a preguiça então me faz ficar na praça
Eu nem preciso trancar o carro
A chave fica na ignição
A minha Vila fica meio enciumada
Se eu pego estrada e vou correndo para lá
Se alguém pergunta, eu não digo
Onde fica o tal lugar
Mas canto um samba para quem adivinhar