11 de Setembro

Me lembro como se fosse hoje. Eu estava no trabalho, mas soube pela internet (que nem era ainda na época “a internet” que temos hoje, mas já era alarmista, claro). Saí pelas salas dizendo, calmamente, para algumas pessoas, “olha só, acho que o mundo está acabando e a gente aqui sem saber…”. De repente, puft, já eram Torres Gêmeas e as vidas de milhares de pessoas. De repente, puft, multiplicou-se por mil as paranoias americanas, o preconceito contra todo mundo que não fosse americano… Triste dia.

E o Bush ? Well, este veio fazer palestra a preço de ouro no Brasil esta semana

Já o moço que quer queimar o Alcorão foi para… Nova York. Foi falar com imã…

Como diria Djavan, “zum de besouro, um imã ! Branca é a (Bala) Tez (ou Pez) da manhã…” 😛