Como queríamos demonstrar

Assistir à televisão emburrece as crianças, como mostra reportagem do The Independent:

Os cientistas acompanharam 1.314 crianças nascidas em Quebec entre 1997 e 1998, com idades entre 29 meses (2 anos e meio) e 53 meses (4 anos e meio) até chegarem aos 10 anos. Seus pais precisavam relatar quantas horas os filhos assistiam à TV e os professores avaliavam a evolução acadêmica delas, suas relações psicosociais e seus hábitos de saúde. Em média, as crianças de 2 anos assistiam a 8,8 horas por semana à TV e as de 4 anos, uma média de 15 horas por semana. A pesquisa foi publicada nesta segunda-feira [03.05.2010] no Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine.
Os pesquisadores descobriram que os pequenos que passavam mais tempo em frente à telinha eram piores em matemática, comiam mais junk food e sofriam mais bullying de outras crianças.

Leia mais clicando aqui.

A casa da luz vermelha

Para bom entendedor, meia palavra basta. Se forem palavras inteiras, em expressões duras e diretas, melhor ainda. Do site do jornal Extra:

O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, fez nesta segunda-feira um novo alerta sobre o atraso no cumprimento de prazos para a Copa de 2014, no Brasil.

– A luz vermelha já se acendeu para o Brasil, que não cumpre prazos.

– Perguntei ao Ricardo Teixeira (presidente da CBF): “Por que vocês assinaram aqueles documentos todos e não cumprem?” Não queremos uma Copa corrida, feita em cima da hora – declarou o dirigente, durante solenidade no Soccer City, estádio da abertura e da final da Copa da África do Sul.

Valcke foi duro em sua análise. E usou também de ironia:

– Este ano tem eleição presidencial, quase nada vai acontecer. O ano que vem tem carnaval. Só vão começar depois do carnaval? – indagou.

Leia mais clicando aqui.