Mais esporte

Por falar em atletas brasileiros… Se, além dos dias de treinamento (às vezes por 5, 6 horas por dia) um tenista joga às vezes 4 ou 5 jogos por semana, portanto quase um por dia, desgastando-se às vezes por mais de 3 horas em quadra num corre-corre sem parar, contando com a força dos braços para jogadas poderosas e a boa forma das pernas para correr o tempo todo em quadra pra lá e pra cá…

… por que é que os jogadores de futebol acham tão desgastante fazer 2 partidas (às vezes apenas 1) por semana e ainda reclamam de treinar ? Eles nem correm o tempo todo em campo, o jogo fica parado toda hora por conta de faltas, substituições… e ainda são substituídos !

Incentivo ao esporte no Brasil

Ela é apenas a 347ª do mundo, mas atualmente é a número 1 do Brasil. E tem que contar com a ajuda dos sócios do clube onde treina pra viajar para as competições. Esta é a situação de Vivian Segnini, tenista brasileira:

“Eu me viro aqui no clube. Tem vários sócios que me ajudam e faço rifas”, afirmou ela, para o jornal Lance. “Com uma ajuda aqui, outra ali, consigo os recursos para viajar.”

A carreira de Vivian começou cedo. Aos sete anos já tentava a sorte com a raquete e hoje seu objetivo é ascender ao top 100, ou pelo menos conseguir a oportunidade de disputar um Grand Slam, série de torneios mais importantes da temporada.

“Se conseguir subir para 230, eu já consigo jogar o qualifying”, explicou a tenista de 20 anos, nascida em São Carlos, interior de São Paulo. Outro sonho é deixar para trás as condições precárias vividas hoje, pela falta de recursos. “Quando eu chegar entre as cem primeiras, terei bons hotéis, mas tenho de passar por isso para depois desfrutar.”

A curiosidade nas rifas da jogadora é contada pelo seu técnico, Elson Longo. Segundo ele, o prêmio do sorteio é sempre a raquete da jogadora. No entanto, ela sempre acaba de volta nas mãos da tenista.

“A Vivian recebe um apoio muito interessante dos associados. Eles fazem a rifa, sorteiam e a pessoa que ganha pega a raquete e a devolve. Há mais de cinco anos que ela rifa a mesma raquete, mas ninguém teve a coragem de pegá-la e levar para casa”, disse ele, ao diário.

Leia mais clicando aqui.