Das letrinhas

A expressão “promessa cumprida ou comprida” é uma das que, curiosamente, mais chegam aqui no site.

Pessoas, se a promessa tiver acontecido, é porque ela foi “cumprida” (do verbo “cumprir”. Se ela foi grande demais, cheia de frases que nem sempre serão “cumpridas”, ela é então uma promessa “comprida”. Deu pra entender ?

Outras dúvidas frequentes:

- “rubrica” = sem acento, e lê-se ruBRIca, e não RÚbrica
– “exceção” (e não excessão ou qualquer outra variação de S, Ç ou X)
– “com certeza” (please, “concerteza” nunca)
– “você” (please, “voçê” não !)
– “inscrever” (se você quiser fazer uma inscrição em alguma coisa, nunca “me escrever” ou “me iscrever”
– “opinião” (please, “opnião” jamais)

Se você já deixou seu comentário em algum post de algum blog, não precisa terminar com algo como “Boon’ é a minha opnião”.

Um erro cada vez mais frequente:

- “adivinhar” é o correto (nunca “advinhar”)

Coisas como “voçe e sua moiva estava muito linda nao lige para o falan de voçe” podem ser evitadas com cursos de português disponíveis pela cidade.

Em tempo: blogueiros que digitam rápido como o Peregrino também erram, claro. Mas também sabem que podem corrigir seus erros que, prometo, não “vão estar sendo repetidos” com frequência.

Este erro eu vejo/ouço muito na TV:

- Fulana “pousou” para fotos

Posou, gente, posou.

Nos ônibus da vida, este é bem comum:

- Moço, vou “soltar” ali na frente.

Saltar, gente, saltar.

Em tempo: o que seriam “fotos recentes” da separaçao de claudia raia e edson celulare (aliás, Celulari) ?